NETO BELLOTTO_PB.jpg
Gilberto Paganini_PB.jpg
348F03BB-14C6-4AE8-83C1-CED81A16430C 2.jpg
LINA RADOVANOVIC.jpg
Cristian Budu ©Kate Lemmon_PB.jpg

 QUARTETO DoCONTRA

Convida Cristian Budu

 

NETO BELLOTTO

contrabaixo

GILBERTO PAGANINI

viola

JOVANA TRIFUNOVIC

violino

LINA RADOVANOVIC

violoncelo

CRISTIAN BUDU

piano

DOMINGO | 10 DE ABRIL | 11H30

PROGRAMA

 

F. SCHUBERT (1797-1828)

Noturno para violino, violoncelo e piano em Mi b M,

Op.148, D. 897 (1827-28?)

 

F. SCHUBERT (1797-1828)

A Truta, Quinteto em Lá Maior, D. 667 (1819)

Allegro vivace

Andante

Scherzo. Presto

Tema con variazione. Andantino

Finale. Allegro giusto

O GRUPO DoCONTRA é uma das mais gratas surpresas da nova geração da música instrumental brasileira. Formado pelo contrabaixista Neto Bellotto e pelo violista Gilberto Paganini, o grupo tem como proposta a promoção e difusão da música erudita, transitando pelo universo popular e outras linguagens artísticas. Em 2016 foi vencedor do MIMO instrumental e em 2020 lançou seu primeiro álbum em parceria com o artista Flávio Venturini e a Orquestra de contrabaixos.

Natural de Bragança Paulista, NETO BELLOTTO, contrabaixista, iniciou seus estudos de música ainda criança com seu pai Nilson Bellotto a quem admira e tem profunda devoção. É fundador, idealizador e diretor artístico do Grupo DoContra. Atua na Orquestra Filarmônica de Minas Gerais como principal contrabaixista.

 

Natural de São Paulo, GILBERTO PAGANINI, violista, foi aluno de Darlei Alves Freire, Cecília Guida e Elisa Fukuda. Foi membro de diversas orquestras Paulistanas atuando como violino e viola. Atualmente é violista na Orquestra Filarmônica de Minas Gerais e sócio fundador do Grupo DoContra.

A violinista JOVANA TRIFUNOVIC nasceu na Sérvia e se formou na Faculdade de Música de Belgrado, com Fern Raskovic (aluna de David Oistrack) em 2007. Em Belgrado, tocou na Orquestra Sinfônica RTS e em duas orquestras de câmara. Atuou como professora de violino em Kragujevac. Desde 2008 integra a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. É membro do Quarteto Boulanger, que toca, em primeira audição, obras de compositores vivos e repertório para a formação de Quarteto com Piano.

LINA RADOVANOVIC, violoncelista sérvia, graduou-se em 2007 pela Faculdade de Música de Belgrado, na classe de Dejan Bozic. Recebeu diversas premiações, inclusive o terceiro prêmio do Concurso Internacional Petar Konjovic, em 2000, e o primeiro e segundo prêmio do Concurso da República da Sérvia em 2000 e 1998. Apresentou-se na Itália, Eslovênia e Áustria e por três anos, foi membro da Orquestra Filarmônica de Belgrado. É integrante do naipe de violoncelos da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais desde 2008 e do Quarteto Boulanger especializado em música erudita contemporânea.

 

Vencedor do Concurso Internacional Clara Haskil (2013) – a mais importante conquista por parte de um pianista clássico brasileiro nos últimos 30 anos no circuito internacional – CRISTIAN BUDU também ganhou prêmios como Instrumentista do Ano (2017) da APCA, Melhor Concerto do Ano (2016) no Guia da Folha, e na Gramophone, principal veículo da crítica internacional, entrou para as ultra-seletas listas “Top 10 Recent Beethoven Recordings” e "Top 10 Chopin Recordings”, que inclui gravações históricas de Argerich, Rubinstein, Pires, Lipatti e Perahia. Recentemente, também na Gramophone, figurou na lista “Top 50 Greatest Chopin Recordings”, que reúne 50 das mais antológicas interpretações de Chopin, na qual Cristian tem a honra de representar o Brasil junto com Nelson Freire.

Concertos e convites recentes incluem duos com Renaud Capuçon e Antônio Meneses, música de câmara com instrumentistas da Orquestra Filarmônica de Berlim) concertos com Orquestra de Câmara de Lausanne, e recital solo no Festival de Verbier. Já foi solista da Orquestra Sinfônica de Lucerna, Orquestre de la Suisse Romande, Sinfônica da Rádio de Stuttgart, em salas como Jordan Hall, Liederhalle, KKL, LAC de Lugano e Ateneu de Bucareste. Seu último CD solo ganhou o “Editor’s Choice” na Inglaterra e “5-Diapasons” na França. É criador do projeto Pianosofia, que tem parceria com a Sociedade Cultura Artística, na intenção de democratizar o acesso à música clássica através de saraus em casas e ambientes inusitados. Cristian também já fez diversas parcerias com projetos sociais como Projeto Integração e Liga Solidária, e é hoje conselheiro voluntário do Projeto Casulo.

selo On line.png