9 Online Novembro Rommel Fernandes_PB.jpg

ROMMEL FERNANDES
violino

ROMMEL FERNANDES, spalla da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, já foi elogiado pela crítica por sua “execução soberba e musicalidade aristocrática”. Mantém intensa atividade como recitalista e camerista e foi solista de diversas orquestras, como a Filarmônica de Minas Gerais, Sinfônica do Estado de São Paulo, de Campinas, da UFMG, da Polícia Militar de MG e Orquestra Unisinos.

Doutor e Mestre pela Northwestern University na classe de violino de Gerardo Ribeiro, frequentou também os Festivais de Lucerne (Suíça) e Tanglewood (EUA), onde aperfeiçoou-se com membros do Ensemble Intercontemporain e dos Quartetos Arditti, American, Cleveland, Concord, Juilliard e Muir. Foi Spalla da Orquestra do Tanglewood Music Center sob a regência de Bernard Haitink e James Levine. Já trabalhou com regentes e solistas como Sir Andrew Davis, Andris Nelsons, Charles Dutoit, Christoph von Dohnányi, Christoph Eschenbach, Daniel Barenboim, Gidon Kremer, Lorin Maazel e Pierre Boulez.

​Natural de Maria da Fé – MG, Rommel iniciou seus estudos musicais no Conservatório Estadual de Pouso Alegre e obteve o Bacharelado pelo Instituto de Artes da Unesp, em São Paulo, como Ayrton Pinto. Foi membro da Orquestra Experimental de Repertório e Spalla da Orquestra de Câmara da Unesp. Recebeu também orientação dos violinistas Alberto Jaffé, Almita Vamos, Andrés Cárdenes, Jerrold Rubenstein, Joseph Silverstein, Kurt Sassmanshaus, Leon Spierer, Leonard Felberg, Malcolm Lowe, Marcello Guerchfeld, Marylou Speaker Churchill, Pamela Frank, Ruggiero Ricci, Sándor Devich, Sidney Harth e Viktor Danchenko.

​Rommel toca em um violino italiano de autor desconhecido, de fins do século XVIII, com um arco francês Jacob Eury da década de 1810.

DOMINGO | 23 DE OUTUBRO | 11H30

FIMA - 19.12 - PARQUE LAGE - ANDREA NESTREA - ALTA-14.jpg

GUSTAVO CARVALHO

 piano

Nascido em 1982, em Belo Horizonte, GUSTAVO CARVALHO iniciou seus estudos com Magdala Costa e prosseguiu-os com Oleg Maisenberg na Universidade de Música de Viena e com Elisso Virsaladze no Conservatório Tchaikovsky de Moscou. Recebeu ainda orientação de Lazar Berman, Dmitri Bashkirov e de György Kurtág.

Apontado pela revista francesa Le Monde de la Musique (2004) como um dos pianistas mais promissores de sua geração, possui também o honroso aval de Nelson Freire: “a primeira vez que eu o ouvi, tinha 11 anos e me impressionou muito; é alguém muito especial, preparado e de grande valor”. Em 2004, venceu o II Concurso Nelson Freire no Rio de Janeiro.

Foi solista de diversas orquestras, sob a regência de Howard Griffiths, Yuri Bashmet, Ira Levin e Evheny Bushkov. Apresentou-se em importantes salas de concerto, tais como a Tonhalle de Zurique, Musikverein de Viena, Auditorium du Louvre, Gasteig de Munique e a Grande Sala do Conservatório Tchaikovsky de Moscou. É frequentemente convidado de prestigiados festivais tais como o Piano aux Jacobins, festival de Mecklenburg Vorpommern, Prussia Cove ou Stift. Como camerista, colaborou com o violinista Daniel Rowland, os pianistas Nelson Freire e Elisso Virsaladze, a soprano Eliane Coelho e com membros das Filarmônicas de Viena e Berlim. Trabalhou com diversos compositores de renome internacional tais como György Kurtág, Samir Odeh-Tamimi, Harry Crowl e Sérgio Rodrigo.

Na temporada 2022/23, além de apresentações no Brasil, França, Espanha, Romênia e Alemanha, realizará recitais a dois pianos com o pianista Cristian Budu, com quem gravou o Concerto Duplo de Mozart com a Orquestra de Ouro Preto.    

Gustavo Carvalho é fundador e diretor artístico do Festival Artes Vertentes – Festival Internacional de Artes de Tiradentes. Sua paixão pelas artes visuais levou-o também a desenvolver uma carreira como curador, tendo assinado a curadoria de mais de 80 exposições no Brasil, na Europa e na Ásia.

PROGRAMA

 

C. DEBUSSY (1862-1918)

Sonata para violino e piano (1917)

Allegro vivo

Intermède: fantasque et léger

Finale: très animé

 

A. COPLAND (1900-1990)

Sonata para violino e piano (1943)

Andante símplice

Lento

Allegretto giusto

 

S. PROKOFIEFF (1891-1953)

Sonata para violino e piano op. 94bis (1943-44)

Moderato

Schezo. Presto

Andante

Allegro con brio

selo On line.png