6 Online Agosto Luca Chiantore_PB.jpg

LUCA CHIANTORE
piano

DOMINGO | 25 DE SETEMBRO | 11H30

LUCA CHIANTORE, músico e musicólogo italiano, é doutor em Musicologia pela Universidade Autônoma de Barcelona. Realizou cursos, conferências e masterclasses em mais de cento e cinquenta universidades e instituições na Europa, América, Ásia e África, e como pianista, ofereceu recitais em salas de referência como o Carnegie Hall em Nova Iorque, o Teatro Colón em Buenos Aires, o Museu de Arte de São Paulo, o Palácio de Belas Artes da Cidade do México e o Grand Ballroom de Padma Legian em Denpasar, Bali.

Tem centrado seu trabalho de investigação no repertório pianístico do século XIX e nas transformações dos paradigmas interpretativos na música erudita europeia do século XVIII até a atualidade. É autor de importantes artigos e vários livros de referência como História da técnica pianística (2001), Beethoven ao piano (2010; 2ª ed. 2020), Escrever sobre música (2016, em conjunto com Áurea Domínguez e Sílvia Martínez; 2ª ed. 2018), Tone Moves (2019) e o recente Malditas palavras (2021).

Focado na procura de novos modelos de interação entre interpretação e composição, fundou o Tropos Ensemble, juntamente com David Ortolà, um grupo de criação experimental com o qual realiza regularmente concertos internacionais. Em novembro de 2018, apresentou o projeto de investigação artística inVERSIONS, que o ocupa desde então num extenso programa de concertos para piano solo e com orquestra, conferências-concertos e gravações não convencionais do repertório clássico na Espanha, Portugal, França, Reino Unido, Reino Unido, Itália, Grécia, Turquia, Islândia, Estados Unidos, México, Costa Rica, Colômbia, Bolívia, Chile, Brasil, Catar, Cingapura, Indonésia e China.

Luca Chiantore é professor do Departamento de Musicologia da Escola Superior de Música da Catalunha, da Escola Superior de Música Reina Sofia e do Programa Doutoral da Universidade de Aveiro. É investigador integrado no INET-md e desde 2003 suas atividades são coordenadas per Musikeon, empresa de serviços musicológicos e formação musical especializada.

   PROGRAMA  

L. v. BEETHOVEN (1870-1827) / L. CHIANTORE (1966)

Eine Waldstein Phantasie

Luca Chiantore propõe uma versão da Sonata op. 53, com prelúdio, interlúdios e fermatas improvisadas, baseadas nas versões originais dos temas principais e seções recompostas a partir dos esboços do caderno Landsberg 6 (pertencente à Biblioteka Jagiellonska, Cracóvia,) e das miscelâneas Kafka y Fischhof.

 

I     Prelúdio

II    Beethoven: Sonata op. 53. Allegro con brio

III   Interlúdio I (improvisação sobre a Sonata op. 53:

       Introduzione. Adagio molto)

IV   Scherzo (elaborado a partir dos esboços que deram 

       origem à Bagatela em Dó Maior, WoO 56)

V    Interlúdio II (improvisação sobre a Sonata op. 53:

       Introduzione. Adagio molto)

VI   Andante (elaborado a partir dos esboços que deram

       origem ao Andante Favori, WoO 57)

VII   Interlúdio III (improvisação sobre a Sonata op. 53:

        Introduzione. Adagio molto)

VIII  Beethoven: Sonata op. 53. Rondo: 

        Allegretto moderato Fermata

IX    Beethoven: Sonata op. 53. Prestissimo

 

HÉLÈNE DE NERVE DE MONTGEROULT (1764-1836)

Seis Estudos do Cours complet d’enseignement  (ca.1803-1816).

N. 37, em Sol Maior

N. 62, em Mi b Maior

N. 35, em Dó menor

N. 112b, em Lá b Maior

N. 45, em Dó menor

N. 111, em Sol menor

selo On line.png